minicontos

…minicontos!

CONVERSAS AO VENTO

Duas belas moças, Julieta e Ana, sentadas à luz do luar, sentem a brisa do mar balançar seus cabelos ao som de pássaros a cantar, e conversam em uma serena noite de 15 de junho de 1853.

Julieta:  _Minha cara Ana, estou a indagar-me sobre a veracidade dos sentimentos de Romeu para comigo. Ontem ao pé da minha janela cantou belos versos de uma serenata, e  por fim uma linda rosa jogou em meus braços. Hoje ao acordar encontrei uma carta com poemas de amor se declarando para mim.

Ana: _Minha querida Julieta, vós sabeis se o moço é de boa família?

Julieta: _Sei que é de uma nobre família de bom sobrenome.

Ana: _Além da família, tens que saber se ele é um homem cavalheiro.

Julieta: _Meu coração bate mais forte quando o vejo, meus olhos brilham ao encontrar seu sorriso. Achas que devo escrever um poema para ele saber que correspondo seus sentimentos?

Ana:_Sim, sim minha querida Julieta, vou buscar lápis e papel.

E Julieta escreve seu poema para Romeu contendo doces versos de paixão.

FIM

CONVERSAS AO VENTILADOR

Duas txutxucas goxtosas, Jullyete e Anny, puxam ferro na academia, sentem o ventilador secar o suor ao som do batidão, e trocam uma idéia em uma noite de 15 de junho de 2011.

Jullyete:_Piriguete, xô te contar um babado fortíssimo acho que o Romildw tá afim de me dar uns pega. Ontem me deu um riplai no twixter, me cutucou no feicibruk, e hoje mandou o número do celular por DM.

Anny:_Mininaaaa, tô passada. Piri você tem que saber se ele tem carro e grana.

Jullyete:_Futuquei as comunidadxe dele do orkutxi, ele tem aquela pra entrar no meu picasso vai ter que sentar no colo, e uma do eu tenho um celular V3, e eu já vi no baile funk um picasso com adesivo do nome dele.

Anny:_Mas além de carro e grana, tem que saber se tem pegada, porque sem pegada não rola.

Jullyete:_Ele é mó goxtosinho, tem cabelo dixcolorido estilo cantor de pagode e cara de playboi safado, acho que tô afim dele. Iai, eu mando uma mensagem pra dizer que eu tô afim?

Anny:_Manda nega, toma meu ipobre tem bônux da oi.

E Jullyete escreve seu sms com: Tô livre essa noite, topa?

PEDI PRA PARAR, PAROU

Ps: mais uma idéia que surgiu enquanto lavava os pratos, se me perguntarem qual a fonte das minhas inspirações: uma pia de cozinha. Sai de mim espírito de Amélia, isso não me pertence.

…ao som de Frank Sinatra!