…quiet!

me

“Muitas vezes a verdade se comunica de um lugar tranquilo.”(Frank Lundy- Dexter)

“Ele tinha aprendido o jeito de se confundir com as sombras, sem que o notassem. Tinha-se tornado uma sombra à espreita do que nunca era dito claramente, à beira do momento em que não haveria mais nenhum segredo a descobrir e a vida, então, se tornasse crua e visível, por tê-la tocado ele mesmo,não por ouvir dizer”.(Caio Fernando Abreu)

…e eu só quero permanecer quieta, lendo,escrevendo e ouvindo música no meu lugar tranquilo onde encontro as minhas verdades!

“Quando viesse a escrever sua história, ela se perguntaria exatamente quando os livros e as palavras haviam começado a significar não apenas alguma coisa, mas tudo. Teria sido ao pôr os olhos pela primeira vez na sala com estantes e mais estantes deles?”(A menina que roubava livros)

…adoro o cheiro da quietude dos livros, os transversos caminhos das palavras…eles me entendem bem.

Chopin-Nocturne Op.9 No2

…Chopin,Chopin… feche os olhos,sinta a música e ouça a leve brisa tranquila das verdades emanando em sua face…é preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado.

Mais uma xícara de café?…

…ao som de Frederic Chopin-Nocturne Op.9 No 2 in E-flat major!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: